Publicado por: Pedro Cordier | 24/02/2009

[POESIA] Quem sabe um dia…

Quem sabe um dia
eu possa revelar
o que senti naquele instante
em que fitei o azul
e contemplei o infinito
nas suas mais diversas formas
e nuances…

Vi a imensidão azul
se transformar em tudo
Se misturar no todo
preenchendo campos e espaços
vazios…

Quem sabe um dia
eu possa entender o que vi…
(se é que eu vi algo)

Quem sabe eu
não apenas estivesse
de olhos fechados…

… mergulhado na vastidão
dos mistérios que cercam
as profundezas do autoconhecimento?

Quem sabe…

(Pedro Cordier)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: