Publicado por: Pedro Cordier | 30/12/2008

[POESIA] De Alma Lavada…


Lá fora
uma noite fria
contrasta
com o que sinto
aqui dentro

Meu corpo pulsa
aquecido pelo desejo
enquanto a chuva
arrefece a vontade
de encontrar você

Aqui dentro
um coração ardente
contrasta
com a chuva
lá fora

Meu relógio marca
o meio da madrugada
enquanto a chuva
me faz lembrar a distância
que me afasta de você

Não há como
esconder o desejo
tampouco a saudade

Então abro a janela
e deixo que a chuva
lave o meu rosto
e leve consigo
esse resto de dor

Não existem vestígios
de lágrimas ou pranto
quando volto pra dentro
e tento
pensar no que houve

E nada
que eu faça
ou deixe de fazer
importa agora
se tudo é passado

De alma lavada
e coração acalentado
sorrio para o tempo
e me vejo presente
aqui e agora…

Pedro Cordier

Anúncios

Responses

  1. Although there are differences in content, but I still want you to establish Links, I do not
    fashion jewelry

  2. Obrigado pelo comentário!!

    Me passou emoção… o que significa sensibilidade de sua parte…

    Volte sempre e um feliz aqui e agora pra vc tb… Sr (ou Sra) anônimo (a)…

  3. Linda!!! Já senti tão parecido.

    É preciso aceitar o que passou…

    Mas tb é preciso aceitar o que ainda é…

    Apenas aceitando podemos vivenciar a transformação!

    Parabéns pela poesia!

    Feliz aqui e agora!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: