Publicado por: Pedro Cordier | 16/12/2008

[HAIKU] Motivos…

Nada penso na madrugada
o vento sopra
a mente cala

(Pedro Cordier)

O estilo de poesia japonesa Haiku é caracterizado por ter três versos que, sem rima, são concisos e trazem percepções sensoriais sobre a natureza.

O HAIKU E O HAIKAI

É preciso estabelecer que, se todo haiku
(poema japonês de três versos e dezessete sílabas),
é haikai, nem todo haikai (poema livre, em japonês) é haiku.

Este, portanto, é um tipo muito específico de haikai. O dado não é ocioso, excesso de cuidado classificatório ou dispensável.

Historicamente, no Japão, o tanka ( ou waka), composições altamente formais restritas a eruditos da Corte, ganhou versão popular com os haikai (poemas livres) e, posteriormente, um monge budista os transformou em poemas contemplativos refinados, os haikus, estes, sim, forma e temática fixas em três versos e dezessete sílabas, que se tenta imitar no Ocidente com nome de haikai.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: