Publicado por: Pedro Cordier | 01/10/2007

[TEXTO: ZEN] COMPARTILHANDO O "ZEN”…

“ZEN É APENAS ZEN. É uma coisa única – única por ser o mais comum e, ao mesmo tempo, o mais extraordinário fenômeno que já aconteceu à consciência humana. É o mais comum porque o ZEN não acredita no conhecimento ou na mente. Não é filosofia nem religião. É a aceitação da existência comum com todo o coração, com todo o ser do indivíduo.

O grande milagre do ZEN está na transformação do mundano em sagrado. E isso é maravilhoso, pois a vida nunca foi tratada assim desse modo; a vida nunca foi respeitada antes desse modo.

O ZEN não se interessa pelo passado nem pelo futuro. Seu interesse total é pelo presente. O passado e o futuro são unidos pela ponte que é o presente. E o ZEN vive no presente. Este é todo seu ensinamento: COMO VIVER NO PRESENTE; como sair do passado, que não existe mais; como não se envolver com o futuro, que não existe ainda; e apenas ficar centralizado, naquilo que existe.”

Pedro Cordier. Lendo: “O homem que amava as gaivotas” (OSHO).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: